sábado, 10 de setembro de 2011

“Alguém que é chamado para fora”


                                         A palavra grega ekklesia é traduzida "igreja". 
                                                                             
A palavra é formada de uma preposição ek, fora de, e um verbo, kaleo, chamar. Significa chamar para fora, ou uma assembléia.
Do grego Ekklesia.
 Etimologicamente significa “alguém que é chamado para fora”. Ekklesia, nesse sentido, designava uma convocação de homens para a guerra. No entanto, nem sempre a origem etimológica de uma palavra nos revela seu real significado. 
É o que ocorre, por exemplo, com a palavra “hipopótamo” (cavalo de rio). 
Como na nossa língua, determinados termos vão adquirindo novos significados ao longo dos anos.
Muitos livros evangélicos afirmam de forma simplista que o sentido original de igreja é “ser chamado para fora”, querendo com isso destacar seu caráter evangelizador. 
Apesar de reconhecer que a igreja realmente precisa ser chamada para fora, no mundo greco-romano do tempo de Jesus o termo Ekklesia tinha pouco a ver com isso.
A partir do novo testamento, JESUS, adotou esta palavra, para a denominada por ELE, como reunião dos SANTOS.
 Por Cristo e os apóstolos
Cristo e os apóstolos usaram este termo num sentido até então desconhecido?
Quem o afirma deve de ombrear o ônus da prova.
E para provar semelhante noção é necessário que os seus advogados achem casos onde "ekklesia" não pode ser aplicado abstrata ou concretamente a assembléia particulares.
COLOSSENCES 1 :3
MT 18:17

                                             EMPREGO ESCRITURISTICO DE "EKKLESIA
Trazendo a mente o significado do termo como já notado, achamos os seguintes usos da palavra em o Novo Testamento:
 O uso abstrato
Termos que são comumente concretos no sentido são muitas vezes usados num sentido abstrato. 
Tal é o caso com a palavra "lar" na expressão "o lar americano".
 O mesmo é também verdade de "casamento" na afirmação "o casamento é uma instituição divina.
" Um outro caso oportuno é o uso da palavra "homem" para designar-se a raça.
Há pelo menos três passagens da Escritura onde "ekklesia" está usado abstratamente ? Mat. 16:18; Efe. 3:10,21; 1 Cor. 12:28.
 Está manifesto que estas passagens não se referem particularmente a qualquer assembléia individual. Se Mat. 16:18 é tomada como se referindo a uma igreja particular, então deve ser entendido que Cristo prometeu perpetuidade a uma igreja particular.
 Mas nenhuma igreja particular foi perpetuada. Então os apóstolos, profetas, mestres, dons, etc., como se enumeram em 1 Cor. 12:28, não foram todos ajustados em qualquer igreja particular.
 E o propósito de Deus de fazer Seus mistérios conhecidos e ganhando-Lhe glória, como indicando em Efe. 3:10,21, abrange não meramente uma igreja particular, mas a igreja como uma instituição.
 O uso prospectivo
Há duas passagens da Escritura onde "ekklesia" se refere a uma assembléia futura. Referimos-nos aqui a Efe. 5:25-32 e Heb. 12:23. Em Efe. 5:25-32 a igreja abarca os eleitos de todas as épocas, mas, segundo a etimologia da palavra original, a igreja com este sentido não pode ser concebida como existindo atualmente no presente tempo. 
Assim a palavra está usada perspectivamente. E o mesmo é certo em Heb. 12:23.

                                                O uso particular presente e concreto
De todos os 112 casos em o Novo Testamento onde "ekklesia" se refere à instituição fundada por Cristo, em todos, exceto os cincos casos já notados e uns outros raros onde possivelmente há um emprego misto, refere-se a uma igreja particular, concreta, local, ou a uma pluralidade de igrejas semelhantes, como "a igreja que estava em Jerusalém" (Atos 8:1); "todas as igrejas dos gentios" (Rom. 16:4); "as igrejas da Macedônia" (2 Cor. 8:1); "a igreja em tua casa" (Filemon 2); e "as igrejas de Deus" (2 Tess. 1:4).
                                                       A IGREJA UM CORPO
Freqüentemente em o Novo Testamento fala-se da igreja como um corpo. 
E bem diz Joseph Cross: "Um corpo é um organismo, ocupando espaço e tendo localização definita.
 Uma simples agregação não é um corpo; deve de haver organização bem assim. 
Uma planilha de cabeças, mãos, pés e outros membros não fariam um corpo; devem ser unidos num sistema, cada peça no seu próprio logar e penetrada de uma vida comum. 
Assim uma coleção de pedras, tijolos e madeiras não seriam uma casa; o material deve estar erigido junto, numa ordem artística, adaptada à utilidade.
 Assim um aglomeração de raízes, troncos e ramagens não seria uma vinha ou uma árvore; as partes várias devem ser desenvolvidos segundo as leis da natureza da mesma semente e nutridas pela mesma seiva vital" (Brasas do Altar).
                                                       A IGREJA UMA ASSEMBLÉIA
A idéia de uma assembléia inere todo uso de "ekklesia" em o Novo Testamento. Esta idéia não é forçada tanto no uso abstrato como no prospectivo.
 Não o é mais no uso abstrato do que a concepção correta de lar e casamento no uso abstrato desses termos. O uso prospectivo de "ekklesia" retém a idéia de uma assembléia ?
 A assembléia do povo de Deus e a volta de Cristo.

        A igreja e o presente reino de Deus são distinguidos nos seguintes modos:

A igreja é falada como aquilo que era para ser construído; o reino nunca. Mat. 16:18

Cristo disse: "Dizei-o à igreja", quando falando de diferença pessoais que não podem ser ajustadas pelas partes envolvidas; mas nunca se disse tal do reino. Mat. 18:17
   
Do reino se disse que fosse pregado e numa ocasião foi anunciado como "próximo"; mas nunca se disse tal da igreja. Atos 20:25, 28:31; Marcos 1:15.
  
 Lemos do "Evangelho do reino", mas nunca o Evangelho da igreja. Marcos 1:14; Mat. 4:23; 9:35; 24:14.
   
A igreja é chamada um corpo; o reino nunca. Efe. 1:22,23; Col. 1:18; 1 Cor. 12:27.
   
A igreja é uma democracia sob a chefia de Cristo; o reino é uma monarquia. Daí, achamos a igreja autônoma na eleição de Matias, a eleição dos sete diáconos; a separação de Barnabé e Saulo; a escolha de um camarada de viagem para Saulo ( 1 Cor. 16:3; 2 Cor. 8:19,23).

 A comunidade eclesiástica está sujeita à ação da igreja; ao passo que Deus, puramente independente de toda a autoridade humana, põem homens no Seu reino pelo novo nascimento. João 3:5; 2:6; Col. 1:13; Rom. 14:1; Atos 9:26; 1 Cor. 5; 2 Cor. 2:6.

De nós se diz sermos batizados para a igreja; mas nunca para o Reino. 1 Cor. 12:13.

A igreja tem um caráter orgânico, tendo oficiais (1 Cor. 12:28) e é visível; o reino em nenhum sentido é orgânico e é invisível. Lucas 17:20.

A igreja é local; o reino é universal.


                                            Ministério Apostólico e profético


                                                                                                                    Por: Claudenir Viola.